A Intuitiva - Hannah Howell


Romance histórico
Toque de sobrenatural

Terceiro volume da série Wherlocke.

Estou tendo alguns problemas com essa série. Hannah Howell analisa à exaustão cada sentimento, esquadrinha detalhadamente cada novo passo que será dado na trama e examina as opções exageradamente. A consequência é uma narrativa arrastada e repetitiva que dá sono, literalmente falando.

Clique AQUI para conhecer os livros da família Wherlocke e Vaughn já publicados.

Como nos anteriores, a história começou muito bem, gerando uma expectativa não confirmada de que a leitura seria divertida.

Alethea é uma Vaughn e como os seus primos Wherlocke possui um dom especial. Ela tem visões, geralmente após tocar objetos. Porém, durante toda a sua vida, ela teve visões especiais de uma pessoa. No início, ambos eram crianças, mas agora ela vê um homem bastante atraente. Um belo dia, ela tem uma experiência assustadora, vê o assassinato do cavalheiro em questão. Ela sente que aquilo é algo que acontecerá em um futuro próximo e parte com seu tio Iago para Londres a fim de alertá-lo.

Hartley Greville é o lorde ameaçado, tem a fama de ser libertino, porém isso é uma fachada para esconder seus trabalhos secretos para o governo. Atualmente, ele está no meio de um jogo de sedução com Claudete, uma francesa exilada, visando obter informações sigilosas. Um jogo que ele nem desconfia ser extremamente mortal.

Gosto dos trabalhos da autora, principalmente da série Terras Altas, mas os Wherlocke não me agradaram até agora. Não pelo enredo que mexe com poderes psíquicos e que tem potencial, mas pelo ritmo ser muito lento. Juro que achei que o mocinho morreria no final, pois demoraram tanto para agir. Talvez tivesse muitas expectativas, não sei...

Porém há algumas características aqui que encontramos também nos seus melhores textos. Uma série de personagens coadjuvantes marcantes e que faz o leitor desejar tê-los como protagonistas em outros trabalhos, assim como um mocinho íntegro e leal.

Sobre a tradução e a revisão há alguns problemas. O pior é a confusão feita com o parentesco de Iago em relação a nossa heroína que uma hora é tio, como no original, e outra hora é primo. A questão sobre esses "errinhos" é que o leitor acaba perdendo a confiança na edição nacional.


Sinopse:

UMA HISTÓRIA SOBRE COMO O PODER DO DESTINO E DO DESEJO PODE REALIZAR COISAS APARENTEMENTE IMPOSSÍVEIS.

Estamos na Inglaterra, no século XVIII.

Assim como a maioria de seus familiares, a bela e jovem Alethea Vaughn Channing possui dons especiais. Desde pequena ela tem visões recorrentes de um homem desconhecido. Passados 15 anos desde a primeira visão, ela prevê um risco iminente de morte. Ela precisa encontrá-lo, contar sobre sua visão e convencê-lo de que corre perigo… Mas quem acreditaria numa estranha com uma conversa dessas?

Ainda sob um ceticismo inicial, ele percebe sinceridade na desconhecida e, agindo emocionalmente, decide acreditar na estranha para tentar novamente descobrir o paradeiro de seus dois sobrinhos, que desapareceram após a trágica morte de sua irmã e do esposo.

Durante essa busca, começa então a florescer uma forte admiração entre os dois, até surgir a perigosa Claudete, uma antiga amante de Hartley, e que Alethea descobrirá estar entre as pessoas mais ameaçadoras da alta sociedade de Londres. Então, a sua vida também passa a correr perigo e ela precisará mais do que nunca de seus poderes para garantir a sua segurança.

Abaixo a capa em inglês.

Photobucket


Cotação:
Photobucket
Photobucket

14 comentários:

  1. Que pena :/
    Sabe, tenho os dois primeiros volumes, e a capa me induz a ler, rs. As capas sào tentadoras, mas pelo jeito não muito boas.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Demorei um século, e agradeci quando terminei A Vidente, aff.
    è muito cansativo e a leitura não flui.

    ResponderExcluir
  3. NOssa que legal, ja tinha ouvido falar, mas não tinha me interessado, apesar da resenha estar muito boa, ainda continua não me chamando a atenção! XD

    ResponderExcluir
  4. Essa série tinha tudo para ser inesquecível, mas não gostei do primeiro e ainda não tive coragem de ler o segundo.
    Esse ai vai esperar tb!

    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Também estou com alguns problemas com a série. Acredito que esperava demais dos livros e elas apesar de 'bonitinhos' não passam muito disso, faltou algo mais consistente para marcar a série.

    Monique Martins
    MoniqueMar
    @moniquemar

    ResponderExcluir
  6. 2 estrelas! =(

    É uma pena isso! Acho alguns texto da Hannah meio arrastado, mas isso não me desagrada muito, pois sempre acabo gostando do enredo e dos personagens... Agora, o que não é tão facil de tolerar são certos erros de tradução e revisão... Realmente, não vai!

    Bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tenho este livro me desepisi0nei um pouco pesei que seria um livro bem seculo 18 mais e muito apelativo pora a epoca nao prende o leitor a historia

      Excluir
  7. Já li os dois outros livros dessa série, e tenho aqui na minha pilha de leitura o terceiro. Eu até que gosto da série. Não é das melhores, de fato, se comparada com outras de época que li até hoje, mas como eu nunca li outro livro da Hannah, nunca tive muitas expectativas. Eu gosto bastante dessa mistura de romance de época com sobrenatural, e como esta é a única série que conheço no estilo, acabei me apegando um pouco.

    Mas saber que a Hannah Howell tem livros bem melhores é animador, pois se eu simpatizo com esta série, significa que provavelmente irei amar as outras, né? ;)

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Ai que péssimo! Acho que o fato de o livro não ser muito 'empolgante' pode até ter 'relevado' (em termos!) mas esses erros que você mencionou não dá. Uma pena mesmo. A capa é tão bonita!

    Eu tenho os dois primeiros mas ainda não li. Quem sabe o quarto livo é melhor, né?

    Bjos!
    Thaís
    @sweet_lemmon

    ResponderExcluir
  9. Nossa, ainda bem que não comprei... fiquei numa dúvida danada na hora de fechar meu carrinho de compras, mas na hora H desisti desse e escolhi outro... ainda bem, senão estaria agora de coração partido...
    Fala a verdade, há livros de banca que mereciam muito mais essa carinha bonita e essas fitinhas do que essa série, né??
    beijos,
    Dé...

    ResponderExcluir
  10. Eu fiquei curiosa quanto á essa série, principalmente pelas capas, que eu acho lindas! Mas tem bastante gente criticando mesmo, e edição mal feita é horrível!
    Peninha*
    Bjus,
    Náh - Blog Ler, Dormir, Comer...

    ResponderExcluir
  11. Eu achei tão agradável :/ Me prendeu, acabei me apegando a Alethea rs, mas sim, tem uns errinhos básicos, mas é gostoso de ler, é do tipo de livro que ou você adora ou você detesta hehehe

    ResponderExcluir
  12. Acabei de ler ontem o segundo livro e confesso que esses pequenos errinhos não me incomodam tanto, pois a mistura de história antiga com poderes sobrenaturais me atrai muito. Realmente, às vezes o livro se torna cansativo, mas daí uso leitura dinâmica para só absorver o essencial e ler com mais calma os trechos mais emocionantes. Algo que gosto muito é a forma como a autora descreve detalhadamente, mas sem ser pornô, as cenas de sexo. Indiquei a trilogia para várias amigas.

    ResponderExcluir
  13. Mesmo A Intuitiva sendo o terceiro da série foi o primeiro que li (pois era o único disponivel na hora de comprar...). Gostei bastante, embora ficasse nervosa em determinados momentos. Acabei de ler A Vidente, que é o primeiro da série e gostei também, não tanto quanto o terceiro, mas valeu. Mas até o momento a marca registrada da Hannah (essa coisa de personagens coadjuvantes lindosssss) esta presente nos dois livros que li. A respeito do segundo livro (A Sensitiva), li algumas resenhas de que o livro é melhor q o primeiro, vamos ver se supera o terceiro na minha avaliação. E já esta para ser lançado o quarto livro da série (O Escolhido), que parece estar muito bom. Espere que a Hannah lance mais livros da série pois há outros personagens que merecem uma história.

    ResponderExcluir

Apoio

Seguidores