Vidas em Jogo - Louise Allen


Romance histórico
Regência

Perdita Brooke é muitas coisas, mas definitivamente não é uma protagonista típica de um histórico romântico. Inteligente, obstinada, contestadora, com um escândalo no seu passado, independente financeiramente e pasmem, não é mais virgem.

Uma mocinha capaz de sugerir a um protagonista caído e machucado, mas bem arrogante, que seria melhor que ele aplicasse um torniquete no pescoço. Ela é a melhor coisa de Vidas em Jogo, 228 páginas da editora Harlequin, em minha opinião.

Embora a editora tenha mencionado na capa que a história faz parte de uma microssérie de dois volumes chamada Perigo e Desejo, na realidade é uma trilogia.
  • 1. Ravished by the Rake - Vidas em Jogo.    
  • 2. Seduced by the Scoundrel - Seduzida pelo Risco.    
  • 3. Married to a Stranger - ainda não publicado no Brasil.

As sequências são com personagens coadjuvantes apresentados aqui, porém mais do que isso, seus destinos serão mudados em decorrência de fatos ocorridos neste volume. O segundo livro fala da melhor amiga de Perdita, Averil Heydon, e o terceiro de um amigo que sofre uma tragédia, Callum Chatterton.

A história começa na Índia, onde nossa heroína está num exílio devido a um escândalo recente que a deixou sob o véu do constrangimento social. Filha de um nobre rico, esse afastamento de um ano parecia ser o suficiente para satisfazer a sociedade e agora ela está pronta para voltar à Inglaterra. Nos preparativos da viagem, ela reencontra um homem do seu passado, Alistair Lyndon, futuro marquês de Iwerne, que também está voltando ao lar.

Há oito anos, ele tinha vinte anos, ela tinha dezesseis, e uma noite de amor marcou Perdita. Ninguém, além da mocinha, tem o conhecimento da história e quando digo isso não estou exagerando, pois Alistair não se lembra de nada. Bêbado e sofrendo por uma traição, só conseguiu comentar para heroína que tinha feito uma grande m... antes de desmaiar desmemoriado pelo álcool.

A narrativa transcorre quase toda no navio, na viagem para casa. São três meses convivendo com Alistair e com alguns amigos. E esse a meu ver foi o ponto negativo. Embora muita coisa aconteça nesse local restrito, desde cenas sensuais até momentos de aventura, não é a minha ambientação preferida nos romances. Mas isso é uma questão de gosto pessoal e cabe ao leitor decidir se o livro faz ou não seu estilo.

Alistair está em busca de uma noiva e ele quer uma rosa inglesa dócil e obediente que não lhe desse nenhum problema e não causasse nenhum escândalo, justamente o contrário do que poderíamos esperar de Perdita. Mas ambos sentem um forte desejo e esse convívio forçado de tantos meses vai provocar uma grande confusão.

Gostei muito de Perdita, como já disse antes, nem tanto de Alistair, mas ele meio que vive uma jornada de redenção na história. Um três estrelas.

Sinopse:

Uma relação muito perigosa!

A vibrante lady Perdita Brooke orgulha-se de sua posição social... Exceto quando é obrigada a suportar a presença de Alistair Lyndon com seu charme devastador. O jovem sonhador que Dita conhecera se tornara um libertino egoísta; ele claramente não se lembrava da noite apaixonante que tiveram juntos... Contudo, muita coisa ainda está gravada na memória dela! Agora, Dita tem a oportunidade perfeita de fazê-lo se lembrar daquela ardente química entre eles, mas está prestes a perder a cabeça... Com todos os naipes que tem na mão, provocá-lo pode ser um jogo deliciosamente perigoso... até Alistair revelar sua carta na manga!

Abaixo a capa em inglês.

Photobucket

Cotação:
Photobucket
Photobucket
Gostou? 
Clique no botão G +1 na barra abaixo.

6 comentários:

  1. Eu adquiri o livro, mas pelo que foi descrito da personagem principal a Pedrita, já gostei do livro, gosto de mulheres decididas e diferentes em romances históricos.

    Vou correndo ler, muito obrigada pela resenha.

    ResponderExcluir
  2. Parece ser uma estória legal. Pra falar a verdade, tinha até esquecido que a HQ (acabou de) lançar esse livrinho, rs!

    Bjos! :)

    ResponderExcluir
  3. curiosa... e claro torcendo pra ganhar...rsrs.

    ResponderExcluir
  4. Não me conformo com a demora com que chega os livros da Harlequin nas bancas por aqui... O jeito é estar na capital!

    Essa história parece bacana! É bom ler um romance com uma heroina tão forte... Gostei da dica!!!

    bjus

    ResponderExcluir
  5. Eu achei o nome dela muito engraçado... tanto nome bonito e elas escolhem uns bem diferentes... talvez para marcar mesmo... não sei...
    Eu gostei da sua resenha, deixou com vontade de ler!!! A capa é bonita... e a mocinha é perfeita!!!

    ResponderExcluir

Apoio

Seguidores