Toda sua, de Sylvia Day



Romance erótico

O que aconteceria se você pegasse Cinquenta tons de cinza e escrevesse um romance no mesmo estilo, tirando todas as partes que me enervaram naquela leitura? Teríamos Toda sua, de Sylvia Day. A inspiração é clara, como a autora demonstra nos agradecimentos e os leitores irão perceber, é uma obra no estilo da criada por E. L. James, mas os personagens são tão mais complexos, o texto é tão mais bem escrito, que finalmente compreendi o fenômeno "cinquenta tons", e foi através da obra de Sylvia Day.

Valendo das similaridades, vou escrever um texto para mostrar as minhas impressões, parecido com o que fiz para o livro de Grey, no estilo "gostei e não gostei". Como podem perceber, de novo é uma questão pessoal. Vários detalhes na trama serão mencionados, mas para se localizar melhor, leia a sinopse ao final do texto.

O que eu não curti:

  • As semelhanças que incomodam.
Mocinha encontra mocinho. Eva encontra Gideon. O clima de atração instantânea e desejo arrebatador é o mesmo, só isso não seria nada demais, porém alguns detalhes foram exagerados. Eva também cai no chão pelo impacto das emoções, a referência à eletricidade no ambiente ou no toque foi a mesma. A minha mente não teve como evitar uma ligação e a sensação aí foi de excesso. Entretanto, só senti isso nesse início, com o decorrer da leitura a narrativa vai se afastando da inspiração e as referências, quando existem, são mais discretas e apenas perfumam a trama.

  • Aspas em vez de travessões nos diálogos.
Sou chata, eu sei. Os textos em inglês são assim, mas como estou acostumada com o travessão, estranhei. Alguns livros foram publicados dessa forma no Brasil e em todos eles, a minha dificuldade surgia onde havia diálogos e narrativa no mesmo parágrafo. Eu meio que pulava as aspas do meio e transformava tudo num grande discurso na minha cabeça distraída.

O que eu curti:

  • O texto bem escrito.
Nossa, que diferença. É gritante. A narrativa torna-se ágil, você mergulha na história sem dificuldades, sem se desconcentrar, e esse item está diretamente relacionado à construção dos personagens. Como o texto é em primeira pessoa, a visão de Eva, a personagem se torna muito mais interessante. Não há repetições, não há aquele detalhamento de emoções que poderiam deixar um sentimento de que a personagem seria meio sem noção. Aliás, consegui entendê-la, me identificar, situá-la bem como uma mulher adulta de 24 anos, e esses fatos ocorreram claramente em função da escrita.

  • A trama, os personagens.
Gideon e Eva iniciam um caso baseado no sexo: forte, quente e duro, sem muitas firulas, mas muito bom. Ambos não querem nada sério, pois cada um traz uma enorme bagagem de vida que acabaria desestruturando o relacionamento. Eles são desajustados, vítimas de abusos que o enredo vai mostrando aos poucos, e o fio condutor da história é justamente a luta desse casal que de repente resolve investir nessa união, que quer que dê certo. Eles brigam com suas inseguranças, traumas, ciúmes,... Enfim, barreiras criadas por eles mesmos que deverão ser trabalhadas. Tanto Gideon como Eva são complexos.

Acredito que vocês devam estar se perguntando se há o elemento BDSM na trama devido ao meu comentário do início, sobre a inspiração do livro. Há um toque que aparece mais no final deste volume. Gideon precisa estar no controle, mas a visão aqui é diferente. A minha impressão é de que ele sabe até que ponto pode ir com a Eva. Ele não quer perdê-la.

Texto:

"E você precisa estar no controle." Perdi o fôlego quando ele atingiu um ponto particularmente sensível.

"Preciso de você, Eva." Seus olhos permaneciam grudados nos meus enquanto ele se mexia dentro de mim. "Preciso de você."
Página 259

  • Manutenção das palavras pesadas.
Mais uma vez, não houve suavizações do texto, ele foi fiel ao original, com todos os seu p*rras, f*das, etc. Tomara que as outras editoras adotem o mesmo comportamento.


Eu gostei e recomendo, principalmente para os que gostaram da ideia de Cinquenta tons..., mas que não conseguiram lê-lo devido aos problemas do texto. Sei que algumas pessoas devem estar pensando que o nome dessa autora não lhe é estranho, Sylvia Day teve algumas obras publicadas aqui como romances de banca. Agora é esperar os outros lançamentos do gênero, há boatos que Gabriel's Inferno, de Sylvain Reynard, será publicado no Brasil. Por qual editora? Mistério absoluto.

Primeiro volume de Crossfire. Os livros são:
Sinopse:

Eva Tramell tem 24 anos e acaba de conseguir um emprego em uma das maiores agências de publicidade dos Estados Unidos. Tudo parece correr de acordo com o plano, até que ela conhece o jovem bilionário Gideon Cross, o homem mais sexy que ela — e provavelmente qualquer outra pessoa — já viu.

Gideon imediatamente se interessa por Eva, que faz tudo o que pode para resistir à tentação. Mas ele é lindo, forte, rico, bem-sucedido, poderoso e sempre consegue o que quer — e é claro que Eva acaba se entregando.

Uma relação intensa começa. O sexo é incrível. Capaz de levar os dois a extremos a que jamais tinham chegado. E, então, eles se apaixonam — o que pode ser tanto a chave para um futuro feliz quanto a faísca que trará de volta os traumas do passado.

Abaixo a capa em inglês.

Photobucket

Cotação:
Photobucket
Photobucket

Gostou? 
Clique no botão G +1 na barra abaixo.

79 comentários:

  1. Que bom para você que já teve o prazer de ler este livro! Eu só vou comprar no começo do mês que vem! Estou super ansiosa para lê-lo, desde que vi ha um tempo atrás em pré-venda que coloquei na lista, fico contente que o livro seja bom!
    MMM gostei da capa em inglês ;)
    Bjs,
    @PatriciaADavis

    ResponderExcluir
  2. Tenho o mesmo problema em relação aos travessões, se não são eles tudo vira uma bagunça em minha cabeça.

    Adorei a resenha!

    Parece ser uma história interessante.
    Amei a capa em inglês. Ela é bem sugestiva.

    Bjos!

    ResponderExcluir
  3. No momento em que vi a sinopse desse livro e que em breve seria lançado por aqui, corri para procurar uma cópia em ebook que estivesse em portugues, não achei, então baxei em ingles mesmo e li.
    Tinha lido o Cinquenta Tons de Cinza a pouco tempo (coincidentemente, na mesma ordem que foi postado aqui, Cinquenta Tons, Belo Desastre e Toda Sua) e tive meus sentimentos sobre livro todos escritos na resenha aqui postada.
    Então devo dizer que no momento que quando terminei de ler Toda Sua (e superei o primeiro encontro deles, que, como você, achei muito forçado) eu corri para ver quando sairia o próximo livro.
    Para nossa felicidade ele sai esse ano ainda (feliz, feliz, alegre, alegre) e na minha opinião é um must read.
    Fico muuuuito feliz que outra pessoa tenha gostado desse livro tanto quanto eu.

    ResponderExcluir
  4. Pelo menos esse teve um trabalho mais elaborado para ser escrito :]
    Essa confusão de aspas-travessão é comum, pelo menos pra mim, faço igual você, transformo tudo em um discurso!
    Eu fiquei bem mais atraída por esse livro do que pelo 50tons.

    A capa em inglês me lembra um pouco as artes dos livros do Sidney Sheldon, por sinal muito bonita.

    ResponderExcluir
  5. Curti a resenha e quando eu olhei a capa eu disse nossa "Uma cópia de CInquenta tons de cinza.. mesmo temática?? Já começou ¬¬"... mas se esse livro é milz vezes melhor, entaum está valendo... mas confesso que não curti a capa... a original é muito mais interessante... =D

    ResponderExcluir
  6. Oi! Eu li e não gostei, achei forçado, preferi o 50 tons que achei que tem um enredo melhor e mais bem escrito! bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente.
      Toda a história de Toda Sua é muito vaga, muita informação, muitos traumas.
      Cópia "chula" de 50 tons para o meu gosto. Não me ative a ler o segundo.

      Excluir
  7. Ai Tonks,não sei nem o que falar.
    Era natural que com o sucesso de 50 shades,começasse a surgir similares.
    Estou curiosa para ler,pois me sinto órfã após terminar a trilogia de 50 shades.
    Confesso que Gideon,não é um nome tão sexy como o do Christian,mas a gente releva.kkkkkkkkkkkkkk
    Quero só ver se vou gostar,tanto quanto eu gostei de 50 shades.
    Ótima resenha!!!!!!!!!!!!!!
    bjs Nati

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. haaa isso e certo tbm espero gostar dele tanto quanto gostei de outro.
      quando terminei de ler fiquei com m aperto no coração tanto q ja li e reli variasss vezesss e claro cristian eo cristian ne? rsrs

      Excluir
  8. Hummm!!
    Eu gostei de 50 tons... e já coloquei esse na minha lista!

    ResponderExcluir
  9. Adorei a resenha! E tanto a capa em português quanto em inglês são lindas, embora a em inglês seja muito mais sensual!


    Quero ler essa história! :)


    Bjs!

    ResponderExcluir
  10. É a primeira resenha que leio desse livro e já curti, pretendo ler outras pra ver se as opiniões são similares, mas logo que li a sinopse desse livro fiquei interessada.

    Bjs,
    Camila Márcia
    @camila_marcia
    http://delivroemlivro.blogspot.com/
    http://devaneiosfugazes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Uau!!! A capa em inglês é super sexy.

    Estava em dúvida se iria apostar na leitura, mas depois da sua resenha vai para o começo da fila.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  12. Gostei muito da resenha! Eu li em inglês e estou pensando seriamente em comprar em português. Gideon me conquistou logo de cara e estou louca pela continuação.

    bjs

    ResponderExcluir
  13. Nossaaaaaaaaaaaaaa... PRECISO ler esse livro! Se é melhor que Fifty Shades, uau! Tenho que ler... hehe.

    bjs!

    Sa
    http://www.etecetera-e-tals.com

    ResponderExcluir
  14. Boa noite..
    Li a resenha e gostei vou comprar, eu li cinquenta tons de cinza adorei, mas achei muito repetitivo, agora vai aparecer varios livros com o mesmo genero.

    ResponderExcluir
  15. Eu me interessei por esse livro exatamente porque ouvi falar que era semelhante a Cinquenta Tons, mas muito melhor escrito. Como minha vontade de ler Cinquenta Tons diminui gradativamente a cada dia, pretendo ler este Toda Sua quando for lançado. E se Gabriel's Inferno vier mesmo para o Brasil, talvez leia ele também.

    Ainda não consegui entender todo esse sucesso de Cinquenta Tons, mas também não posso falar muito, afinal, nem li o livro. Mas pelo que li de algumas resenhas e de um trecho do livro, achei realmente muito mal escrito. Mas, quem sabe se lendo esta versão melhorada de Cinquenta Tons eu passe a entender o motivo de tanto sucesso, né?

    Aspas é um sinal que confunde mesmo, eu costumo transformar textos entre aspas em pensamentos, e quando leio em inglês tenho sempre que lembrar que aquilo é uma fala. Mas pensei que fosse tipo uma "regra" o uso de travessão em falas no Brasil.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Oi Mye-Chan,

    Pode-se usar os dois. Embora o travessão seja mais tradicional no Brasil, o uso das aspas vem ganhando espaço nas últimas publicações. Os livros em inglês utilizam as aspas. Clique AQUI para ler um artigo de um leitor sobre o assunto.

    bjokas

    ResponderExcluir
  17. Eu também odeio aspas no lugar de travessão mas, até me acostumei. No começo, era horrível e vivia me perdendo.
    Lista de desejados, com certeza!
    Ah! Adorei o modo como você fez essa resenha. Bem interessante e diferente.

    Luiza Helena Vieira
    Obsession Valley
    http://obsessionvalley.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Apesar de ser similar com o 50 Tons de Cinza, pelos menos a autora de Toda Sua, tem mais livros lançados no mercado, e acho que não tem como existir um livro pior escrito do que 50 Tons de Cinza, porque até o mais vagabundo de banca, é melhor kkkkk.

    Mas já comprei Toda Sua, e agora aguardar setembro, pra dizer a verdade achei a sinopse mais para o casal Roarke e Eve de Mortal do que para "aquele livro".

    ResponderExcluir
  19. Tá na lista de desejos com certeza, agora a capa em inglês é a capa!!

    ResponderExcluir
  20. Já sei qual livro vou ler: Toda sua, de Sylvia Day.
    50 Tons não me atraiu, talvez eu até leia, mas depois da publicação de toda a série e numa promoção, kkk

    Já Toda sua eu quero ler!

    ResponderExcluir
  21. Eu estou com vontade de ler esse livro desde que soube sobre seu lançamento. Qdo vi que iam publicar no Brasil, fiquei mto feliz. Estou super ansiosa pra ler mas só vou comprar em setembro mesmo.
    Adorei a resenha- você realmente mostrou o que esperar do livro- e me deixou ainda mais anciosa!rs

    Gabriel's Inferno é ótimo mas não é uma estória erótica ou hot (não no sentido óbvio, explícito, pelo menos) ^.~ Espero que publiquem mesmo no Brasil!

    bjos!

    ResponderExcluir
  22. Ket, la Blair,

    Não sei. A notícia veio das redes sociais. Veja AQUI.

    bjokas

    ResponderExcluir
  23. Oi Paros28,

    Tem um lance que lembra mesmo o Roarke. Sempre que Eva e Gideon saem para um restaurante/boate, academia, hotel,... Ela se surpreende ao descobrir quem é o dono do lugar. rsrsrsrrs

    bjokas

    ResponderExcluir
  24. Concordo contigo em tudo. Tive a oportunidade de ler 50 Shades antes do lançamento aqui e Bared to You tbm. Este último, apesar de ser uma história q lembra a outra, é muito mais envolvente. Talvez pela escritora ser mais tarimbada.
    De qqr forma, acho q nos 2 casos, sendo fraco ou não, qm ganha são as leitoras pq finalmente o mercado brasileiro começa a aceitar uma literatuta mais sexy.
    Parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
  25. Já tinha visto esse livro mas nao dei muita atençao. Mas sua resenha me fez ficar bem mais interessada nele. Já vo ver aq no skoob hehe. Amo o jeito com o qual vc escreve. Agora to sempre passando por aq.
    Bjss

    ResponderExcluir
  26. Li Cinquenta Tons de Cinza e estou lendo Toda Sua. Sua resenha resume tudo. Ao começar a ler o Toda Sua, pensei em uma cópia do Cinquenta Tons melhorada. O texto é bem melhor escrito e, com o desenrolar da história, está ficando bem mais interessante. Estou gostando muito.

    ResponderExcluir
  27. Tive a mesmíssima impressão da Kézia Lôbo, por isso não estava interessada. Mas depois da sua resenha, mais um prá lista. E a fila cresce! kkkk

    Bjs!

    ResponderExcluir
  28. Uau!!! Parece um livro super bacana.

    Odeio aspas também, um grande problemas com os livros que tenho pra ler que estão em inglês.

    Vou ver se leio.

    Beijos

    ResponderExcluir
  29. Não sei se é verdade, mas me falaram uma vez que o uso de aspas ao invés de travessão, são para livros que tem narrativa parecendo um roteiro. Parecendo pra ser usado como tal. Não sei se a informação é correta.

    =)

    ResponderExcluir
  30. Tonks, vc arrebenta nas indicações!! :D
    Axar um livro no mesmo estilo melhorado?
    Vou procurar este tbm, no mesmo formato indicado pros 50tons. ;D

    Como sempre, Obrigada!
    :)

    ResponderExcluir
  31. a capa em inlges é mais bonita?! ou não!
    duudiva xD

    beijos

    ResponderExcluir
  32. Tonks, não estou entendo nada. Este livro Toda sua é da Wook. Será lançado no Brasil? ou já foi?. Gabrie s in inferno já tem data prevista(qual editora?) ou só especulação.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  33. Oi Tati,

    Todos os livros importados da Wook possuem no início da postagem uma referência em vermelho, onde está escrito Edição Portuguesa. E esse não tem. ;)

    "Toda sua" é lançamento da Companhia das Letras e tem previsão de estar nas livrarias no dia 1 de setembro. =)

    Como disse num comentário acima, Gabriel's Inferno deve ser lançado aqui, pois Sylvain Reynard colocou nas redes sociais: Facebook e Twitter. O link está num comentário acima. ;)

    bjokas

    ResponderExcluir
  34. Tati,

    Aliás, para ser mais exata, o lançamento é da Paralela que faz parte do grupo da Companhia das Letras. =)

    bjokas

    ResponderExcluir
  35. Adorei a resenha. Começo a ler hoje "Toda Sua", mas não tinha nenhuma referencia. Agora já sei o que esperar.

    ResponderExcluir
  36. Tonks, você é danada nas suas indicações. Já comprei Belo desastre e adorei e agora Toda sua. Graças a Deus que as editoras brasileiras estão acordando para este tipo de livro sensual. E nós agradecemos, é claro.
    Como sempre você é 10 000 nas suas resenhas.
    Jinhos

    ResponderExcluir
  37. Mais um livro para eu gastar dinheiro. Estou tentando, desesperadamente, falar com a livraria onde compro meus livros. Se eles tiverem esse livro, compro ainda hoje. Ai que angustia to sentindo agora. Preciso desse livro. kkk

    Vou a falência com você, Tonks.

    Beijos no core
    Glau

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou a falência com você, Tonks. (2)

      kkkk

      Excluir
  38. Quero ler Cinquenta tons e Toda Sua mesmo tendo varias coisas em comum.

    ResponderExcluir
  39. Oi Tonks, eu comprei o e-book de 'Toda Sua' da Paralela e A.D.O.R.E.I!!!!

    Não entendo de 'dominação ou maso' mas não senti nada muito forte como parece ter em 50... estou errada? Eu creio que pode aparecer algo um pouco mais forte nos próximos livros.

    Parece que o gênero está ficando forte no mundo todo, tomara que no Brasil as pessoas percam o preconceito.

    Beijos.

    Ci

    ResponderExcluir
  40. Gostei muito da sua resenha e entendo exatamente como você se sente sobre o 50 Tons. Estou curiosa sobre esse livro e vou incluí-lo na minha listinha.

    ResponderExcluir
  41. OI Adorei a resenha, eu vou te falar viu eu odiei 50 tons de cinza não por causa da história, mais por causa que é muito mal escrito, parei na pagina 100 foi enervante a quantidade de palavras repetidas me arrependo cada centavo que foi gasto do meu dinheiro. com certeza vou ler toda sua, muito bom. bjs

    ResponderExcluir
  42. Adorei a resenha. Apesar de descordar de alguns leitores que acham o 50tons ruim, eu adorei o livro. Mas você me deixou intrigada para ler o Toda Sua. Parabéns pela resenha.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  43. Assim que li o nome da protagonista fiquei esperando para ver se a mesma era parente próxima de Catherine Tramell, do filme Instinto Selvagem! rsrsrsrsr
    Infelizmente, depois de um livro traumatizante sobre o assunto, resolvi que o tema não é minha praia, mas a sua resenha, como sempre, foi show!
    Bjks

    ResponderExcluir
  44. As duas capas são lindas!!
    amei a resenha 'comparativa', mas faz tanto tempo que não leio livro do gênero q n sei em qual dos dois apostar primeiro rs

    ResponderExcluir
  45. Comecei a ler ontem a noite e conclusão não dormi...
    Maravilhoso e empolgante. Achei esse livro mais realista qe 50 tons.
    Na verdade gostei dos dois.

    ResponderExcluir
  46. Eu gostei muito desse livro...Gideon e Eva são muito intensos...sabem o que querem...e isso acho q é uma grande diferença entre os personagens de 50 tons de cinza. A Eva é uma mulher feita, independente e super segura de si...apesar, de que a Anastácia está desenvolvendo mais no 50 tons mais escuros.

    Enfim, estou sentindo falta do Gideon e da Eva kkkk

    ResponderExcluir
  47. Mais um livro para entrar na minha lista dos que quero ler!!
    Gostei da sua forma de mostrar sua opinião! :)Parabéns!

    ResponderExcluir
  48. Olá Tonks
    Então, eu li 50 Tons em e-book e não gostei, daí eu li Toda Sua (livro físico) e DE-TES-TEI mais ainda.
    Explico: Toda Sua é realmente beeem melhor escrito que 50 Tons, a autora tem competência para desenvolver uma estória, então eu acho que o problema nessa caso não foi com o livro e sim comigo, esse definitivamente não é o meu gênero de livro.
    Eu adoro um Hot Aprovado, taí a IAN, Bones e etc que não me deixam mentir, entretanto antes de mais nada eu curto o romance, a tensão sexual , a mulher ser cortejada e nesse livro eu não vi nada disso. Ele não teve nenhum dos elementos que para mim como apreciadora de romance são indispensáveis.
    Não gostei também do vocabulário. Veja bem, não sou a favor de suavisações nem de censura, leio muitos livros em e-book antes de serem lançados, e vc sabe que a galera da tradução é bem mais fiel ao texto original do que as editoras, o que é muito bom, pois tem muito mais coerência em relação ao clima da estória, mas no caso desse livro eu achei o vocabulário xulo e desagradável de se ler, para mim o limite entre erótico e vulgar foi ultrapassado muitas vezes, parecia que eu estava “lendo” um filme pornô.
    Uma coisa interessante, eu gostei mais da Eva e do Gideon quando eles estavam separados, interagindo com os coadjuvantes que são bacanas, não quando estavam juntos, a babação de ovo da Eva em relação a aparência do Gideon foram uma das coisas que acabaram comigo...
    Na minha humilde opinião, mesmo com toda a miséria, 50 Tons consegue ser menos ruim do que Toda Sua, não em relação ao talento da escrita da autora, pois já está mais do que claro que ela ainda não possui, mas sim em relação ao enredo e as personagens que mesmo não sendo tão bem construídas e desenvolvidas quanto as de Toda Sua, de certa forma para mim funcionaram melhor no sentido romântico.
    Eu penso que 50 Tons na mão de uma autora de talento poderia ter ficado muito legal, já Toda Sua tem essa vantagem em relação a autora mas a desvantagem em relação a estória.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  49. Amei a resenha e os contrapontos. Estou lendo.

    ResponderExcluir
  50. Tonks, sua danada! Sua resenha me fez gastar dinheiro no Submarino e aumentar a minha fila já nada pequena! kkkk

    Bem, finalmente chegou a vez do Toda Sua. Esperava uma cópia do 50 Tons. Que nada! Até que a inspiraçao da autora nele foi muito clara, mas o conteúdo... Muito melhor!!!

    Não é nenhuma Brastemp também, esclareça-se, mas se aproxima muito daquilo que esperava ver em 50 Tons depois daquela balbúrdia de marketing toda, mas 50 Tons é apenas isso: um case de marketing.

    Ao contrário, Toda Sua é mais intenso, as personagens mais bem construídas, que se comportam de forma mais adulta e madura, apesar de ainda ter alguns aspectos meio surreais. E o melhor: sem Deusa Interior chata dos infernos, olhos revirados, lábios mordidos e mãos coçando por tudo e por nada! kkkkk

    O único senão é que achei a história muito curtinha, alguns pontos poderiam ser melhor desenvolvidos. Ficou aquela sensação de "tenho que resolver esse conflito que ficou perdido no meio do caminho correndo", mas não sei se isso é porque a autora teve restrição de número de páginas por parte da editora ou pressão de prazo ou se se perdeu, mesmo...

    O que importa é que valeu a pena meninas e agora estou ansiosíssima pela continuação!

    Tonks, tens notícias de quando saem os outros livros??? Será que teremos presente de Natal????

    Beijos!

    ResponderExcluir
  51. Oii adorei os comentários! Já li Toda sua e amei *-* O Cross é dms!
    ainda não li 50 tons, mas pretendo ler esse mes ainda.
    Achei o texto muito bem escrito, só nao me agradou muito as aspas ao invés de travessoes :S
    beijoos

    http://leitorapaixonada19.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  52. Eu li toda a saga do Cinquenta tons (Cinquenta tons de cinza,Cinquenta ons mais escuros e cinquenta tins de liberdade)Amei. Baixei os livros em PDF e li no celular. To louca para ler Luxuria / Toda sua e Falsa submissão.

    ResponderExcluir
  53. Hey boa noite!
    Acabei de ler Toda Sua hoje e sinceramente esperava mais. O livro é realmente muito bem escrito, bastante intenso e a autora mostra muita capacidade de desenvolver a estória muito bem. Porém a falta de romantismo e as palavras muito vulgares chegam a ser desconfortável de se ler. Concordo plenamente com o comentário mais em cima onde pareceu que eu estava lendo pornô. Fora que eu não senti um gostinho de quero no mais no fim do livro como nos 50tons.
    Li a trilogia do 50tons e no começo também não gostei, porém o enredo chega a ser melhor (menos desenvolvido, mas melhor) do que o Toda Sua e o romantismo do Sr. Grey é mais convincente. Entre os dois por enquanto é o Sr. Grey quem me cativas, mas minha grande paixão será eternamente Bones.

    Tonks, parabéns pelo blog! Esse foi meu primeiro acesso e ele já está na barra de favoritos! Beijão

    ResponderExcluir
  54. Sou super fã da trilogia dos Cinquentas Tons, mesmo tendo apelos fortes para o Sadismo.Porém o livro Toda Sua me surpreedi (e muito),comprei ele com um preconceito enorme, pois já sabia que ele era uma cópia dos Cinquentas Tons e odeios cópias de obras alheias.Só que mesmo sendo uma cópia ele é mais escrito,a historia é bem mais envolvente e humana, aborta traumas comuns a sociedade (abuso sexual)de uma forma que torna a historia bem mais próximo a realidade.Concordo quando falam que não se preocuparam em tirar os palavroes do diálogos,mas tirando isso, o livro ém quente, sexy e encantador.Duas pessoas com enormes traumas de infância, descobrem o amor de uma maneira avassaladoura. Amei o livro, NOTA 10

    ResponderExcluir
  55. Para quem gostou de "Cinquenta tons de cinza" e "Toda sua", os convido para conhecer: E SE O LOBO MAU FOR TUDO ISSO?​​
    Um romance erótico completamente envolvente que conta a história de Júlia e Taylor! ​
    Acesse: www.melkaferreira.com.br
    

    ResponderExcluir
  56. Adoro seu blog, que encontrei Depois de ler 50 tons de cinza, e procurar coisas na net.
    Desde então, sempre estou ligada nas atualizações.
    Achei uma tradução do segundo livro.
    Meninaaaa, que loucura!
    Aguardo seu parecer de Reflected in You.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kelli, você conseguiu a tradução de "Profundamente Sua"?
      Por favor, me envie!!!!
      emilianauh@gmail.com
      Estou louca para ler!!!!!
      tks.

      Excluir
    2. Oi Kelli Costa,que bom que vc conseguiu a tradução do segundo livro,tem como vc mandar pra mim... gil.pink@yahoo.com.br
      Obrigda.

      Excluir
    3. Consegui sim! Vou te passar!
      Mas são aquelas traduções bem mais ou menos, mas dá pra entender bem.
      Abraços

      Excluir
  57. Eu li os 2, no original em inglês, e por preconceito às similaridades com 50 tons, quase que minha leitura parou. Que bom q eu persisti! Que surpresa boa!!!!
    Infinitamente melhor escrito, e sem a "deusa interior", sem as frescuras da Ana e etc. AMEI a Eva, uma mulher de verdade, madura, com as neuras que todas nós temos e principalmente, longe, bemmmm longe da perfeição da Ana! Sem falar que as cenas de sexo, são bem mais passíveis de acontecer na realidade com qualquer uma de nós, nada de muito teatral como é com Christian e a Ana.

    ResponderExcluir
  58. Eu adorei assim como cinquenta tons.... é impossivel não amar christian grey....já encomendei o segundo e estou super ansiosa, realmente prefiro travessão e agora podemos enxergar como a ana tem frescuras... bom espero ter mais oque falar quando ler o segundo...


    bjs...

    ResponderExcluir
  59. Genteee....

    Alguém tem algo a dizer do segundo livro de toda sua? profundamente sua? deixei encomendado pela saraiva que está com previsão de lançamento dia 22/11... to muito ansiosaaaaaaa......

    bjs....

    ResponderExcluir
  60. Fiquei curiossima pra ler o livro *--*
    Amo seu blog, parabens!

    http://romancesdabruna.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  61. Terminei de ler o “Toda Sua”... semelhanças existem, fato, mas ainda assim vale a leitura. Não tem como não nos encantarmos por esse cara, mesmo levando um baque com a linguagem mais ‘chula’ rs. Mas faz parte do estilo que a Sylvia escolheu. Bjs!

    ResponderExcluir
  62. Já o li, muito bem escrito, sem tantas repetições, já que sabemos que o sexo será emocionante sempre, por isso gostei mais deste do que de Cinquenta Tons, mas o mocinho Grey acho que era mais encorpado, mais chamativo, e a mocinha Eva era mais estilosa, mais a cara das mulheres dos dias atuais. Vamos rever por ai... toda mulher tem seus transtornos e a maioria não trata as coisas como uma adolescente, como a Ana.

    ResponderExcluir
  63. acabei de comprar e espero que seja bom, porque depois dos 50 sombras que já li todos e reli umas quantas vezes sinto falta de mais livros....adorei as 50 sombras e espero que este tb seja bom :)

    ResponderExcluir
  64. acabei de comprar e espero que seja bom, porque depois dos 50 sombras não encontrei mais nenhum livro empolgante, esse li e reli umas 50 vezes :)

    ResponderExcluir
  65. Amei a trilogia dos 50 tons, amei toda Sua, amei profundamente sua!! e agora quero saber quando vou poder ler o 3 livro da trilogia! se aguem puder me informar vou agradecer, to ficando pirada pra saber como eles vao ficar Eva e Gideon!

    ResponderExcluir
  66. Eu gostei de Toda Sua, mas ainda prefiro 50 tons. Ah, mas dentro dessa nova febre de "romance hot", eu recomendo um nacional "Redes Sensuais".

    Ele me tocou por ser mais real e pela trama mais elaborada sem deixar de lado o erotismo. Eu fiquei sabendo deste livro pelo Facebook e comprei pela internet, mas agora apareceu uma versão gratuita aqui neste link http://ge.tt/78mDJLP.

    Que gosta desse tipo de romance vale a pena conferir. bjs

    ResponderExcluir
  67. Tô pirando pra saber do 3º livro... preciso ler! Q graça tem lançar aos poucos??? Fala sério!!!

    ResponderExcluir
  68. Finalmente alguém falou de "Redes Sensuais" então não estou ficando louca!!! Porque este livro só eu conheço, ninguém nunca ouviu falar. O problema é que trata-se de uma história com sexo sim, só que é bem mais intrigante e exige mais atenção (e inteligência) do leitor. Não sabia da versão gratuita comprei o meu pela internet ao ver a indicação em um blog e adorei!!!!
    Quanto ao "Toda Sua" a resenha é boa mas estou na dúvida. Preciso de algo forte, mas que tenha a ver com a minha realidade, que eu possa me identificar. Afinal, conto de fadas já passei da idade...

    ResponderExcluir
  69. Ambos são muito bons. Os 50 tons vem com
    Uma pegada diferente e putaria vende sempre, só que desta vez por
    Mulheres e quem sabem o que queremos

    ResponderExcluir
  70. Aguardo o próximo livro da Trilogia!
    Já li os dois primeiros e concordo com a sua resenha.
    bjs Sandra
    www.projetandopessoas.com.br (em implantação) e
    http://projetandopessoas.blogspot.com.br//

    ResponderExcluir

Apoio

Seguidores