Na Cama com um Highlander - Maya Banks


Histórico
Terras Altas
Edição Portuguesa

Na cama com um Highlander é o primeiro volume da Trilogia McCabe, de Maya Banks. Uma série dentro do mundo medieval, das Terras Altas, com seus guerreiros sensuais e carismáticos. Embora a autora seja conhecida por escrever eróticos, e exista na contracapa uma menção de que esse livro seria um, a trilogia está muito mais para a atmosfera dos históricos românticos, para aquelas narrativas que vemos nos romances de banca e que adoro. Texto leve, engraçado, às vezes até meio nonsense, com cenas picantes e divertidas. Muito parecido, muito mesmo, ao estilo dos publicados por Julie Garwood. Saudades da grande dama? Então talvez esse seja o seu livro da vez.

Os livros são:

  • 1. In Bed with a Highlander (2011) - Na cama com um Highlander - história de Ewan McCabe.
  • 2. Seduction of a Highland Lass (2011) - ainda não publicado em português - história de Alaric McCabe.
  • 3. Never Love a Highlander (2011) - ainda não publicado em português - história de Caelen McCabe.

A narrativa inicia mostrando a situação de Mairin Stuart, protagonista da história e filha bastarda do rei anterior. Ela vivia escondida num convento desde criança para se manter segura, pois como dona de um dote riquíssimo e de uma propriedade estratégica, tornou-se um alvo para lordes inescrupulosos em busca de poder, que não achariam nada de mais sequestrá-la e obrigá-la a se casar com o intuito de alcançar os seus objetivos. Bem, não preciso dizer que isso acaba mesmo por acontecer e nossa heroína sofre um mau bocado nas mãos de um vilão, lorde Cameron. 

No cativeiro, ela faz amizade com um menino chamado Crispen McCabe, que também é prisioneiro. Depois de muito sofrimento, nossa corajosa e impulsiva heroína acaba conseguindo fugir com o pequeno McCabe e cria-se uma forte relação entre a mulher e o menino. Eles se protegem, ela é maternal, ele não tem mãe. Os dois acabam sendo encontrados pelo Clã McCabe e assim, Mairin terá que lidar agora com outro lorde, Ewan McCabe, o pai de Crispen e chefe desse Clã empobrecido devido a um ataque covarde feito há oito anos pelo lorde Cameron.

O texto é divertido, sem grandes pretensões e, como disse antes, às vezes nonsense. A sua graça está na caracterização dos personagens, na empatia que o leitor criará ou não com Mairin e os irmãos McCabe. Ela é ingênua, viveu quase toda a sua vida escondida entre as freiras, porém é corajosa, espevitada e parece que nasceu para dar trabalho aos homens McCabe, que tentam de todas as formas protegê-la. Ela tem esse defeito de falar sem pensar, muitas vezes diz em voz alta seus pensamentos mais íntimos e isso gera muita confusão. A interação dela com os membros do Clã é bem gostosa, parece que ela chegou para dar cor e alegria à comunidade. 

Os irmãos são guerreiros das Terras Altas, não preciso dizer que seguem a cartilha do estilo "tudo-de-bom-gostoso-e-hot". Há um clima fraternal entre eles, cheio de brincadeiras e de lealdade. Ewan é o mais velho e sobre ele recai o peso da liderança. Alaric é o irmão do meio e logo se transforma num defensor de nossa heroína. Caelen tem um perfil de herói torturado, com um passado difícil. Ewan é o mocinho desta história, ele vai se apaixonar por Mairin e seu jeito inocente e atrevido de ser que só traz confusão.

Eu acredito que o fato mais esclarecedor que posso comentar aqui para quem quer saber qual é o tom do livro é que ele parece com as narrativas de Julie Garwood. Não há como negar as inspirações, em alguns momentos tive a sensação de estar relendo Esplendor da Honra. Não falo isso como um ponto negativo, pois essa classificação vai depender do que o leitor espera da obra. Eu curti muito, porque estava com saudades dos textos da Garwood, mas quem quer algo diferente, com gostinho de novo, pode achar a obra bem previsível. 

Dito isso, vai ser fácil perceber também que o livro não é erótico, mas sim um romântico com cenas picantes. Aliás, são cenas com um clima de humor, já que a professora de educação sexual de Mairin foi a madre superiora do convento. Já deu para perceber no que vai dar, não?

Sinopse:
Ewan, o mais velho dos irmãos McCabe, é um guerreiro decidido a destruir o seu inimigo. Agora que o momento é ideal para a guerra, os seus homens estão preparados e Ewan quer reaver aquilo que lhe pertence - até que uma tentação de olhos azuis e cabelo negro se atravessa no seu caminho. Mairin pode muito bem ser a salvação para o clã de Ewan, mas, para um homem que sonha com vingança, as questões do coração são um território desconhecido a conquistar.

é filha ilegítima do rei e é senhora de propriedades valiosas que a obrigaram a esconder-se e a desconfiar do amor. Os seus piores receios acabam por acontecer quando é salva do perigo mas depois obrigada a casar com o seu salvador, Ewan McCabe, um homem carismático que está habituado a mandar. Mas a atração que sente pelo seu novo marido fá-la desejar o seu toque; o seu corpo ganha vida com a mestria sensual dele. E à medida que a guerra se aproxima, as forças, o espírito e a paixão de Mairin obrigam Ewan a derrotar os seus próprios fantasmas e a entregar-se a um amor que significa mais do que a vingança e a terra.

Abaixo a capa em inglês.


Cotação:
 photo 3estrelas-1.gif
O livro está à venda AQUI.
Photobucket
Gostou? 
Clique no botão G +1 na barra abaixo.

13 comentários:

  1. Tb senti muitas vezes que estava relendo Esplendor da Honra. rsrs Na verdade foi isso que tirou um pouco da minha empolgação porque eu não senti grande novidade na história. Mas gostei bastante, só esperava algo um pouco diferente.

    ResponderExcluir
  2. Oiê
    A curiosidade é muita, fui xeretar no site da Wook, e lá menciona que a editora é a Bertrand Editora, seria a mesma Bertrand Brasil?

    Se for, pq não publicam aqui?

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As editoras não são vinculadas. :(

      bjokas

      Excluir
  3. Adorei sua resenha!

    Aaaa muito bom esse livro! Me apaixonei por ele ou melhor pelos irmão kkk

    Mais o segundo livro foi o que menos gostei, quase desisti dele a leitura não ia pra frente de jeito nenhum, mas conseguir ler tudo.

    Já o Never Love a Highlander é o melhor dos três na minha opinião, o livro todo é perfeito!

    Aaaa quero um Caelen McCabe pra mim *-----*

    ResponderExcluir
  4. Hahaha, esse livro parece ser ótimo. Deve ser uma leitura bem gostosinha pra quem gosta de espairecer entre um livro e outro ou pra quem gosta realmente de um romance.
    Acho que eu leria.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Tonks, sua resenha é fofa.
    Mas vamos combinar, há muita coisa nonsense nesse livro, principalmente a questão envolvendo um "lençol" e as consequências advindas disso (não tenho mais paciência para isso não rsrs). No geral, é gostosinho de ler, mas na minha opinião essa fórmula está cansando, muito, eu diria. Eu amo históricos, dou sempre um grande desconto aos aspectos surreais, mas tem horas que não dá para curtir tanto assim. Eu apreciei a leitura, mas se alguém me perguntar como é a história, eu não saberia explicar com detalhes, de tão bobinha que eu achei. Bjs

    ResponderExcluir
  6. Tonks, como sempre, resenha estimuladora. Bjkas

    Ps: Vc não colocou 'HOT APROVADO', para um Maya Banks fiquei surpresa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Milla,

      Eu não coloquei por que a proposta de Maya Banks aqui é diferente. Não é um erótico, o foco não é a sensualidade. Ele é um romance de banca com aquelas cenas picantes que normalmente encontramos neste tipo de literatura. Então para "um Maya Banks" o texto é sensual, mas não é como aqueles outros que estamos acostumadas.rs

      bjokas

      Excluir
  7. Oi, Tonks.

    Você só me tortura postado esses livros que só tem a venda no site da Wook. Adorei a resenha, e agora polpar $ pra compra-los.

    Beijos e Até o próximo post!
    Lu Apaixonada por Romances

    ResponderExcluir
  8. Eu ia falar isso, Tonks! Pela descrição, me lembrou Esplendor da Honra. Pra mim não é nada mau, porque eu morro de saudades da Julie! Até mesmo dos contemporâneos... puxa vida, alguém podia publicá-la por aqui!

    Espero poder ler esse da Maya um dia.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  9. Apesar de ter lido alguns comentários não muito animadores, só pelo fato de ter algo parecido com Esplendor da Honra - meu livro preferido da Julie Garwood - já é uma ótima referência para mim!
    Eu havia decidido dar um tempinho nas minhas compras da Wook, pois fiquei meio decepcionada com alguns livros, mas a sua resenha me deixou muito curiosa.
    Pelo que li, deve ser um livro encantador!
    Mocinha ingênua + highlander apaixonado são irresistíveis!
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Menina!

    Acabei de ler na semana passada e estou frustradíssima: cadê as outras histórias? Agora são as editoras portuguesas nos pregando peças? Quero ler as histórias dos irmãos!!!!!

    Você tem alguma notícia sobre isso???

    Bjs!

    ResponderExcluir

Apoio

Seguidores